Fragmentos de Poesia
Poesia faz o meu canto...os sonhos são o meu suporte...na poesia enxugo meu pranto...enquanto procuro meu Norte...
15 de Dezembro de 2009

Aproxima-se o Natal
O meu coração se alegra
Por ser um dia especial
Onde a família se integra

 

Sei que nem tudo são flores
Há muitos males p’lo Mundo
Meus irmãos têm muitas dores
Tantos vivem no submundo

 

Também sei, crianças sofrem
P’las mãos do homem esmagadas
Tantos sonhos que fenecem
Tantas “flores” maltratadas

 

Tantas guerras desfraldadas
Em terra que Jesus pisou
Nem as Palavras pregadas
Nada no mundo mudou

 

Sei que tudo isto é descrença
Que pró mundo vem tecendo…
Mas que toda a benquerença
Venha a nós num bem, nascendo!

 

Se almas turvas e cinzentas
Dentro delas Deus falasse
Não deixava que as tormentas
Seus sentidos dominasse.

 

Todos os males que há no Mundo
Pela Fé sejam curados,
Que no Natal seja profundo
Nas colinas, irmanados.


Porque clamar contra Deus?
Se os factos evidenciam,
Não fossem eles ateus,
As guerras não existiam.

 

Nesta época natalícia,
Renovam-se as Esperanças.
Despem-se almas de malícia
Falam vozes de crianças.

 

Falam, vozes, sem conflito,
Vão aos nossos corações
Ouçam, ouçam num só grito!
Que o Natal traga uniões!


Cecília Rodrigues

publicado por Cecilia Rodrigues às 15:00 link do post
tags:
badge
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
5 comentários
1 cometário
1 cometário
mais sobre mim
blogs SAPO