Fragmentos de Poesia
Poesia faz o meu canto...os sonhos são o meu suporte...na poesia enxugo meu pranto...enquanto procuro meu Norte...
24 de Agosto de 2009

 

 

Que grande  imensurável ansiedade ,
No meu pardo olhar jaz em harmonia,
Uma tal ânsia aqui, meu  peito invade,
Essa enorme vontade, me extasia

 

E nesta hora o concavo me guia
E num convexo em minh'alma um alarde,
Num perfeito sentir, a pena guia;
Um delírio perfeito, vindo a tarde.


Sentidos  e simetria em deidade...
Unir-se-ão numa  simples equidade,
Do mais sublime que em meu peito ia...


Entre um bocejo meu corpo reclama,
Ensonadas num vaso já sem rama
Todas as rimas da minha poesia


Cecília Rodrigues
Março_2008

 

publicado por Cecilia Rodrigues às 01:13 link do post
Olá Cecília! É um prazer conhecer mais uma sonetista da blogosfera!
Um grande abraço!
Olá Poetaporkedeusquer, estou chegando de férias , fiquei feliz com teu comentário...obrigada ...
Bjss
Cecília
Com o blog não há qualquer problema, Cecília. No site é que eu tive muita dificuldade em comentar. Acabei por desistir... mas é um site lindíssimo!
Um grande abraço!
Olá poeta, obrigada pela visita ao site , sabes, o livro é da Lemon e por vezes está fora do ar, mas é temporário, logo logo ele volta ..
Embora o site seja meu, recorri ao livro de outro site pois ainda não consegui configurar o meu próprio livro...
Beijão
Cecília
E já estás muitíssimo mais avançada do que eu! Bem, eu também não posso avançar muito, agora, porque os computadores do CJO estão bloquados par5a muitíssimas coisas, incluíndo as imagens.
Um abraço!
badge
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
5 comentários
1 cometário
1 cometário
mais sobre mim
blogs SAPO